OS MEUS DIAS SÃO TEUS, MATEUS

Para mergulhar nas poças da chuva e saltar ondas no mar.
Para dizer até já à Clara, à Marta e à Teresinha.
Para andar sempre ao sol para ver o gelado a derreter e pedalar sem medo até ao fim do jardim.
Para sermos só nós mesmo quando estivermos todos. Os meus dias são teus, Mateus.
Porque dia 19 de fevereiro de 2016 nasceste para mudar a nossa vida.
E dia 7 de maio renasceste para mudar a minha.

Aunt: Joana Sepulveda
Text: Madalena Matos Correia
Illustration: Joana Correia



Back to Top